F1: Aston Martin conseguiu colocar os dois carros no Q2 em Barcelona

A Aston Martin conseguiu colocar seus dois carro no Q2 para o GP da Espanha de Fórmula 1, com Fernando Alonso terminando em P11, que se tornou P10 após a penalidade para Sergio Perez da Red Bull, enquanto Lance Stroll ficou com o P14.

Mike Krack, chefe da equipe: “Colocar os dois carros no Q2 foi o melhor que tivemos para hoje. Como temos dito durante todo o ano, está incrivelmente perto, Fernando estava a apenas um décimo do P6, mas vai largar no P10 com a penalidade de Sergio Perez. Trabalharemos em nosso objetivo principal de tentar colocar ambos os carros em posições de pontuação amanhã. Será potencialmente uma corrida desafiadora. Existe a possibilidade de condições climáticas mistas que irão acrescentar outro fator aos nossos planos. O apoio da torcida da casa tem sido incrível neste fim de semana, então faremos o nosso melhor para recompensar nossos torcedores amanhã com um forte desempenho de Lance e Fernando”, concluiu.

Alonso: “A sessão de classificação de hoje foi muito disputada, com apenas alguns décimos entre vários carros. Estávamos um pouco pessimistas no início da sessão, por isso acho que temos de estar bastante satisfeitos com a décima posição para a corrida de amanhã, depois da penalização de Sergio (Perez). O apoio dos torcedores em casa tem sido incrível e estou muito grato por isso. Embora adoraríamos lutar por algo mais, veremos o que podemos fazer amanhã, começando entre os dez primeiros e tentar maximizar a nossa corrida para marcar alguns pontos”, acrescentou.

Stroll: “Sabíamos que seria uma sessão de classificação difícil, então acho que os dois carros no Q2 foi o máximo que foi possível hoje. Falta ritmo ao carro para brigar com as equipes de ponta nessa pista. Fiquei preso em um pouco de tráfego no Q1, mas optamos por ir cedo para a pista e tínhamos um espaço bastante limpo para minha última corrida no Q2. Nosso ritmo de longo prazo parece um pouco mais forte do que nosso ritmo nas sessões de classificação, então veremos o que podemos fazer na corrida de amanhã”, finalizou o piloto canadense.