F1: Alpine revela critérios principais para escolha da dupla de pilotos na F1 em 2025

O chefe da Alpine, Bruno Famin, revelou que o “profissionalismo” é o principal critério que a equipe está considerando ao decidir sua dupla de pilotos para a temporada de Fórmula 1 de 2025.

A equipe baseada em Enstone anunciou na semana passada que Esteban Ocon não renovará seu contrato e deixará a equipe ao final da temporada atual. Ocon e Pierre Gasly tiveram vários desentendimentos desde que se tornaram companheiros de equipe no ano passado, culminando com um polêmico choque na primeira volta em Mônaco, no início deste mês.

Enquanto a Alpine avalia as opções para substituir Ocon, Famin destacou que ter dois pilotos que possam trabalhar juntos será essencial na escolha da nova dupla.

“Acho que a relação não importa. O que importa é o profissionalismo. Precisamos de pilotos profissionais, eles precisam trabalhar juntos. Faz parte do trabalho ser capaz de trabalhar com seu companheiro de equipe para obter o melhor para a equipe,” disse Famin à Sky Sports F1.

A saída iminente de Ocon garante que a Alpine terá uma vaga disponível na próxima temporada, com o piloto reserva Jack Doohan sendo o favorito para fazer dupla com Gasly. Doohan tem realizado um programa de testes com a Alpine em carros de especificações mais antigas e participou de uma sessão de FP1 no Canadá, embora o clima chuvoso tenha limitado seu tempo de pista.

Famin confirmou que o australiano, que ficou em terceiro na Fórmula 2 na temporada passada, é um candidato concreto para uma vaga permanente em 2025. “Acho que ele é uma opção, com certeza. Jack é uma opção, estamos preparando-o. Ele estava testando na (Áustria) há pouco tempo e, sim, ele tem um programa de testes bastante intenso – e estamos felizes com isso, vamos ver como ele se desenvolve. Ele é uma possibilidade entre outras, mas é uma possibilidade, com certeza,” finalizou.

Além disso, Valtteri Bottas e Guanyu Zhou, da Sauber, são considerados candidatos potenciais, juntamente com o piloto da Alpine no Campeonato Mundial de Endurance, Mick Schumacher.