F1: Alonso reconhece desempenho insatisfatório da Aston Martin: “Merecemos não marcar pontos”

Após um fim de semana decepcionante no Grande Prêmio da Espanha de F1 para Aston Martin. Fernando Alonso admitiu que a Aston Martin “mereceu” sair sem pontos, antecipando outra corrida “dolorosa” na Áustria.

Alonso, o piloto mais bem colocado da equipe, expressou sua frustração com a falta de ritmo e aderência do carro durante todo o fim de semana, o que resultou em um resultado aquém do esperado.

“Um pouco decepcionado porque não marcamos pontos, e merecemos não marcar pontos porque não tivemos ritmo durante todo o fim de semana, mas na corrida, foi extremamente difícil quando você desliza tanto nas curvas, também você acaba com os pneus,” comentou Alonso após a corrida.

O espanhol destacou a necessidade de melhorar para as próximas corridas, reconhecendo que a pista da Áustria também apresentará desafios semelhantes aos encontrados em Barcelona.

“É frustrante, mas não há nada que você possa fazer agora, então você começa a pensar na Áustria imediatamente quando vê a bandeira quadriculada, e o que você pode fazer de diferente na Áustria. Acho que vai ser doloroso também, porque tem algumas características de Barcelona com as curvas longas e a seção de alta velocidade. Então vai ser outro fim de semana difícil, também em Silverstone, possivelmente,” disse Alonso.

Apesar das atualizações no carro da Aston Martin, Alonso reconheceu que os resultados desejados ainda não foram alcançados.

“Estou ansioso, mas estamos atualizando o carro muito e não entregamos os resultados”, admitiu. “Então agora também é uma questão de qualquer coisa que levamos para a pista, ela entrega o que esperamos e começamos a melhorar cada vez mais. Então, como eu disse, precisamos trabalhar duro, melhorar a cada corrida, mas sem falar demais ou prometer,” acrescentou.

Quando questionado sobre as atualizações que não estão funcionando como esperado, Alonso respondeu com um toque de humor: “Sou um piloto, não um técnico,” finalizou.